Helicóptero efetua pouso de emergência em BH


A aeronave teve que fazer um pouso forçado após somente 2 minutos de voo em Minas Gerais. Foto: José Guilherme/Especial para Terra

Foto: José Guilherme/Especial para Terra

 

Um helicóptero Bell Jet Ranger fez um pouso forçado na manhã desta terça-feira na rua Manila, bairro Estrela Dalva, região oeste de Belo Horizonte. A aeronave levava três empresários de Belo Horizonte à cidade de Passa Tempo, no sul do Estado, quando a turbina parou de funcionar. O piloto Marcelo Boarini, 39 anos, afirmou que o problema aconteceu dois minutos depois da decolagem.

 

O acidente ocorrido reforça a segurança do helicóptero como meio de transporte se alinhado às regras e normas de segurança e conduzido por um piloto capacitado e ciente das responsabilidades exigidas pela profissão.

 

As dimensões do helicóptero, a alta tecnologia empregada da mecânica à cabine dos passageiros e a capacidade da aeronave de planar, o que permite sustentar a aeronave no ar mesmo após uma pane de motor, até que seja localizado um ponto descampado e desabitado para pouso, possibilitam maior segurança à tripulação, como no caso da queda na rua Manila em que não houve vítimas.

 

Como qualquer outro meio de transporte, o helicóptero está sujeito a emergências. O fato de voar pode levar um acidente a ganhar maior proporção e é neste sentido que o comprometimento com as condições técnicas da aeronave, as doutrinas de segurança e a responsabilidade do piloto atuam para preservar as condições físicas dos pilotos, passageiros e ambientes externos.

 

A ABRAPHE parabeniza o Cmte. Marcelo pelo êxito em sua manobra e fica feliz em saber que não houveram vítimas nem danos a terceiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *