ABRAPHE DESEJA – BOAS FESTAS!!


UMA COISA CHAMADA HELICÓPTERO

 

 

Texto vencedor do 7º Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso, promovido pelo Instituto Ecofuturo, na categoria Fundamental II.

Autor: Francisco Das Chagas da Silva, 15 anos, Alto Santo/CE

 

Eu ainda não conhecia e nem sabia ler direito a palavra he-li-cóp-te-ro, perguntei para minha “tia” (professora) e ela me ensinou letra por letra. Na comunidade que eu moro, temos dificuldades de tudo, pequena e muito pobre as pessoas dificilmente têm acesso às coisas bonitas da vida. Mas nesse dia surgiu no céu um helicóptero, um, dois, três… sobrevoando. Lindo! Encantador! Que presentaço! Logo no dia das mães! Ele era verde e amarelo e eu pensei: – É do Brasiiil! Fiz igualzinho aquele homem que fala na televisão.

 

Consegui devagarinho ler as palavras que estavam escritas neles, de tão baixinho que ficavam, e tinha assim: PM OPERAÇÕES ESPECIAIS. Não era presente para as mães, não era alegria para uma comunidade tão pobre. Buscavam assaltantes que vinham fugindo da polícia por terem assaltado um banco. Quando olhei vi… Homens fardados, armas enormes, sangue, gente morta. Meus olhos foram ao chão, e sentadinho no batente da porta pensei:

 

Porque uma coisa tão bonita como um helicóptero não traz para nós cesta básica para amenizar a fome, flores para alegrar os dias das mães, brinquedos para gente fazer a maior farra! Mudas de plantas para arborizar essas ruas feias e sujas. E quem sabe até um dentista para arrumar meus dentes? Ainda pensei: Se caísse dali de cima de dentro do helicóptero cadernos, ih! Com meus desenhos favoritos! Lápis, borrachas, mochilas, nossa! Íamos fazer a maior festa. E se esses homens das OPERAÇÕES ESPECIAIS trocassem as balas de matar gente por balas que adoçam a boca e a vida da gente! E se essas fardas que eles usam feias e escuras fossem vermelhas igualzinho a do Papai Noel? Será que íamos ter Natal o tempo todo? Já que é a melhor época do ano? Quando as pessoas ficam mais amigas e mais pertinho da gente? Um dia ainda vou pedir aos policiais para cuidar das nossas vidas enquanto somos pequeninos, para não precisar usar helicópteros tão lindos para matar bandidos tão grandes.

 

 

Nós da Abraphe, desejamos que os pedidos desse jovem garoto se realize.

 

 

Bom voos e um 2012 repleto de Paz, Harmonia e Boas Notícias a todos nós!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *